Tempo desperdiçado em conflitos no trabalho dobrou desde 2008

No ano passado a Myers-Briggs Company atualizou uma pesquisa realizada em 2008, sobre conflito no ambiente de trabalho.

“Atualmente, os gerentes gastam mais de 4 horas por semana lidando com conflitos, em média”, diz John Hackston, chefe de liderança de pensamento da Myers-Briggs Company e que realizou o estudo. “Esta pesquisa lança luz sobre como as pessoas no local de trabalho veem o conflito e mostra como os indivíduos podem usar o conhecimento de seu próprio estilo e personalidade para lidar com conflitos de forma mais eficaz.”

A pesquisa chegou a conclusões do tipo:

  • A má comunicação é a causa número um de conflito.
  • Quase 1 em cada 4 pessoas acham que seus gerentes lidam mal ou muito mal com conflitos.
  • Quanto mais tempo um indivíduo passa lidando com conflitos no trabalho, menor é sua satisfação no trabalho e menos incluído ele se sente.

Em comparação com o estudo de 2008 da empresa, os conflitos no local de trabalho estão se tornando mais comuns. Mais de um terço (36%) das pessoas agora relataram lidar com conflitos com frequência, muito frequentemente ou o tempo todo, em comparação com 29% anteriormente.

A pesquisa também analisou as diferenças de conflito entre trabalhadores no escritório, remotos e híbridos. Funcionários no escritório mencionaram a má comunicação como causadora de conflitos com mais frequência (56% do tempo) em comparação com funcionários híbridos (47%) e remotos (36%). No entanto, aqueles que trabalham em horários híbridos citam a falta de transparência como a principal causa de conflito (32%) em comparação com funcionários remotos (17%) e funcionários no escritório (18%).

O que é conflito?

O conflito geralmente tem uma má reputação. Mas no local de trabalho, o conflito pode ser incrivelmente produtivo. Ele é muito frequente, por exemplo, em organizações onde as pessoas se desafiam para chegar à melhor solução.

No Clube de Negociadores, consideramos que o conflito ocorre quando adicionamos tensão à tentativa de resolver um problema. As organizações em que as pessoas se desafiam buscam constantemente a resolução de problemas. Pessoas que ocupam cargos de gerência, sejam eles administrativos ou de projetos, também se deparam com inúmeros problemas, durante sua jornada de trabalho. São atividades que requerem esforço mental para encontrar a melhor solução.

Até aí, tudo bem, mas coisa se complica quando entra em cena qualquer tipo de tensão, normalmente provocada por erros e diferenças de percepção, de valores, de interesses ou de preferências. Se associarmos a essas diferenças uma comunicação deficiente, necessidades psicológicas não atendidas, estressores ou os inúmeros gatilhos mentais que podem tornar uma pessoa emocionalmente instável, vemos que os conflitos acabam sendo muito frequentes, tanto no ambiente profissional como no pessoal.

Como lidar com conflitos?

No Clube de Negociadores, defendemos que o primeiro passo para lidar com conflitos é começando por nós mesmos.

Devemos praticar o autoconhecimento. Muitas vezes, o conflito não existe. Ele nasce em nossa mente e se alimenta de nossos pensamentos. Se não nos comunicarmos com a outra parte, esses pensamentos podem fazer nosso desconforto interno crescer, até que o ponto em que não aguentarmos mais a situação e os externalizarmos. O tempo que levamos para essa externalização varia conforme nosso perfil para lidar com conflitos. Pessoas competitivas podem levar apenas alguns segundos, enquanto as evasivas podem levar anos até que reúnam a coragem suficiente para conversar com a outra parte sobre o que as incomoda.

A forma como externalizamos esses pensamentos também faz toda a diferença, pois pode tanto inserir e agravar a tensão, em um relacionamento, como dissipá-la por completo. Podemos até considerar que estamos fazendo a coisa certa, mas se adotamos inconsciente palavras ou um tom de voz agressivo, o resultado certamente não será o esperado.

Qual seria o primeiro passo?
Realize um teste para identificar seu perfil para lidar com conflitos.
Saiba como é seu perfil em estado de calma, quando você ainda não foi afetado pelas emoções. A partir de seu resultado você poderá trabalhar suas habilidades comportamentais, como assertividade, percepção, linguagem colaborativa, escuta ativa, questionamento e gestão de emoções, entre outras.

As técnicas que uma pessoa competitiva deve desenvolver, para se tornar mais equilibrada, são diferentes das que pessoas evasivas ou prestativas devem trabalhar. Poderia aqui transmitir diversas dicas, mas correria o risco de que elas servissem para ajudar as de determinado perfil, prejudicando as detentoras de um perfil diferente.

Conheça gratuitamente seu perfil.
Dê o primeiro passo para eliminar ou lidar com conflitos, tanto em seu ambiente de trabalho, como em sua vida pessoal. Faça com que a próxima pesquisa sobre conflito no ambiente de trabalho traga números mais alentadores e revele o quanto progredimos nessa área.

👉🏻Acesse o questionário Style Matters gratuitamente aqui👈🏻

Qual a probabilidade de você recomendar este post?

Deixe sua avaliação!

Classificação média 5 / 5. Recomendação: 4

Seja o primeiro a avaliar esse conteúdo.

Que pena que não gostou do conteúdo!

Deixe-nos melhorá-lo!

O que podemos melhorar para deixar você feliz?

Compartilhe nas redes:

Aproveite a PROMO de Black Friday 🔥 40% OFF 🔥

Logo Clube Assinatura
dias
horas
min
seg

Conteúdos relacionados

Torne-se membro do Clube e tenha acesso à

Jornada do NEGOCIADOR

Diagnóstico de perfil

Conheça
seu Perfil de Negociação

Realize o questionário gratuitamente e veja como seu estilo para lidar com conflitos afeta o resultado de suas negociações.  

Logo Clube de Negociadores

Falta pouco para você adquirir seu exemplar...

Aceitação(obrigatório)