Blog de Negociação

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

5
(6)

Como os gestores das empresas tradicionais estão percebendo a importância das suas Soft Skills nos negócios

Por que escrevi?

Porque lendo e estudando o assunto Soft Skill no GT-Soft Skills do Clube de Negociadores, comecei a refletir que empresários e gestores são pessoas que sofrem e sofrerão os mesmos problemas, cada um no seu contexto. Para mim, o fator alavancador foram os textos de Lynda Gratton, professora de práticas de gestão da London Business School; diretora do programa da escola dedicado a estratégias de recursos humanos para transformar organizações; coautora do livro “The New Long Life: A Framework for Flourishing in a Changing World”, publicado em 2020, quando comenta o Relatório atualizado do Fórum Mundial que destaca:

Habilidades como empatia, detecção de contexto, colaboração e pensamento criativo, também chamados de Soft Skill, vão ficar cada vez mais importantes, no futuro de mundo dos negócios e geração de empregos”.

Tal comentário e seu conteúdo me chamaram a atenção tanto pela ótica do empresário e do gestor, porque o foco era quais serão as habilidades necessários aos colaboradores.

Fatos

Para o meio empresarial está ficando cada vez mais claro que muito de seus processos industriais serão completamente substituídos por máquinas robôs e por inteligência artificial num horizonte de médio prazo para ganhar competitividade e reduzir os custos de produção.

O modelo tradicional de produção baseado em pessoa operando máquinas está sendo gradativamente substituídos por uma interface máquinas com suporte de pessoa, o que para muitos é considerado como 4ª. Revolução Industrial, Indústria 4.0 ou até 1ª. Revolução de industrial Digital. Embora não esteja claro que tipos de tarefas permanecerão no domínio humano, algumas previsões podem e devem ser consideradas como: O entendimento em futuro previsível da esperada expansão da Inteligência Artificial não altera, neste mesmo futuro, que as máquinas, em geral, não serão boas em entender o humor de uma pessoa e detectar situações em seu entorno.

O relatório do Fórum Econômico Mundial sobre habilidades do futuro – Future of Jobs, destaca que as habilidades humanas conhecidas como “soft skills” vão se tornar cada vez mais importantes. O relatório destaca a importância de habilidades como empatia, detecção de contexto, colaboração e pensamento criativo.

E como os empresários e gestores se percebem neste contexto? Será que entendem que precisarão também fazer algum tipo de transição nas suas posturas de gestão empresarial para tornar os seus negócios mais competitivos, sustentáveis e em bases de Inovação com Impacto Sócio Ambiental Positivo?

Isso, não deve estar sendo fácil!

O paradoxo é que, apesar de sabermos muito sobre como desenvolver as “hard skills” de análise, tomada de decisão e julgamento analítico, sabemos muito menos a respeito da gênese das soft skills.

Hipótese

Ocorre porque o atual contexto dominante da capacitação empresarial está focado nas hard skills. Neste contexto é essencial que os empresários e gestores industriais percebam e compreendam as barreiras (conscientes e inconscientes) à incorporação de soft skills as suas habilidades gerenciais.

As barreiras às habilidades interpessoais

As possíveis barreiras para ganhar produtividade com o desenvolvimento de soft skills podem ser:

No ambiente produtivo – As pessoas são treinadas para ficar paradas por horas seguidas na linha de produção de uma fábrica, para praticar a aprendizagem mecânica, para ser complacentes e seguir regras. O problema é que, nessas habilidades, as máquinas são extremamente competentes. Algumas empresas já adaptaram o currículo para as soft skills e a criatividade. No entanto, as tradições se mantêm em muitas delas.
Mais importante: essas condições não ajudam a cultivar nas pessoas habilidades como:

• Compaixão;
• Inventividade;
• Capacidade de interpretar corretamente as outras pessoas.

nos processos produtivos (paixão pela tecnologia e não pela necessidade produtiva) – São muitas as evidências de que o uso da tecnologia está afetando o desenvolvimento das soft skills humanas. O lazer estimulado com os jogos online virtuais e redes sociais, por exemplo, é mais do que uma inferência de que as habilidades sociais virtuais começam a atrofiar as pessoas. Pequenos períodos de interação social não contribuem para as habilidades sociais.

Os benefícios da tecnologia digital requerem um reforço individual sútil em empatia e colaboração e precisam ser integrados no ambiente produtivo
Interessante é que a tecnologia digital pode exercer um papel significativamente benéfico no desenvolvimento das soft skills para empresários e gestores quando bem utilizados. Para acelerar a efetividade de tais habilidades e entendimento do correto uso dos recursos digitais, o apoio externo de mentoria de negócios profissional, é a forma mais efetiva de redução de desperdícios de tempo e de recursos financeiros dos empresários e gestores.

no estresse do trabalho gerencial (redução da empatia) – Há evidências claras de que a maioria dos gestores aprende muito na prática do trabalho; portanto, podemos deduzir que os empresários e gestores possam aprender e desenvolver habilidades interpessoais na solução de seus próprios gaps de soft skills, através do apoio da mentoria de negócios. O fator positivo desse desenvolvimento e do uso de soft skills como empatia e criatividade são altamente sensíveis à forma como os próprios empresários e gestores passar a se sentir e perceber após o uso.

Quando os gestores se sentem pressionadas, como se estivessem sendo tratados de maneira injusta, ou quando se sentem estressados, o hipocampo, a parte do sistema límbico do cérebro que está associada à emoção, diminui sua capacidade de exercer uma escuta ativa, empática ou avaliar com serenidade o contexto de uma situação e, pior, construir cursos de ação para chegar a melhor solução. Resumindo: poderíamos dizer que o cérebro se recusa a aprender ou exercer as soft skills quando estressado ou pressionado.

O desafio é que muitos tipos de negócios têm práticas e processos que resultam em níveis elevados de estresse e que precisam ser repensados. Além disso, os antídotos como:

✓ condições de trabalho mais flexíveis,
✓ culturas colaborativas,
✓ a instituição de processos justos,

precisam ser tomados, não como uma intuição emocional instantânea, mas. sim como uma reflexão entre alternativas e que os cursos de ação construídos nas sessões da mentoria de negócios, reduz muito os riscos e os desperdícios decorrentes.

Sugestões para o desafio

A necessidade é grande e a velocidade de implementação, crucial. Agora, para isso realmente fazer diferença, as decisões precisam ser escaladas e adaptadas para atingir o maior público de gestores e de pessoas dentro da empresa. A primeira sugestão: envolvimento dos empresários e gestores nas inovações tecnológicas necessárias à empresa pode ajuda-los a reduzir o estresse. A segunda sugestão: contratação de apoio profissional com conhecimento, expertise a aplicação metodógica:

I. à reflexão e aplicação de soft skills fundamentais à gestão;
II. ao reconhecimento da visão digital do negócio;
III. à sustentabilidade no século XXI.

Para encerrar, lembro que o que escrevi foi para ajudar a refletir e responder a seguinte pergunta:

Como você, gestor de uma empresa tradicional está percebendo a importância de suas Soft Skills no negócio?

Se chegou até o fim desta leitura, reflita: como os soft skills podem ajudar o seu negócio?

Qual a probabilidade de você recomendar esta atividade?

Deixe sua avaliação!

Classificação média 5 / 5. Contagem de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esse coteúdo.

Você gostou deste conteúdo?

Compartilhe-o com seus amigos!

Que pena que não gostou do conteúdo!

Deixe-nos melhorá-lo!

O que podemos melhorar para deixar você feliz?

Jornada do Negociador

Indicado para quem deseja adquirir todo o conhecimento necessário para  resolver problemas, dos simples aos mais complexos. 

Duração: 130 horas
Invest.: R$ 98,00 x 12 meses

Ideal para quem deseja conhecer os fundamentos da natureza humana e resolver problemas de origem comportamental.

Duração: 40 horas
Invest.: R$ 29,00 x 12 meses

Indicado para quem deseja adquirir todo o conhecimento e prática necessários para  resolver problemas, simples ou complexos. 

Duração: 168 horas
Invest.: R$ 659,00 x 12 meses

CATEGORIAS

Pesquise por Categoria

PRÓXIMOS EVENTOS

ÚLTIMOS ARTIGOS

Conheça seu Perfil

Conheça
seu Perfil de Negociação

Realize o questionário gratuitamente e veja como seu estilo para lidar com conflitos afeta o resultado de suas negociações.

Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência possível de navegação em nosso website.

Habilitar Notificações OK Não, obrigado.